Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto a casa grande do meu avô

Do meu bom progenitor
Eu tenho recordação
E do velho casarão
Onde gozei tanto amor


Ali virei cantador
Cantando mote e canção
E mantendo a tradição
Do povo do interior


Foi nesta casa querida
Que comecei minha vida
De poeta genial


Cantando ao som da viola
E sempre lendo na escola
Como intelectual
Poeta Agostinho
Enviado por Poeta Agostinho em 10/08/2018
Código do texto: T6415207
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Agostinho
Russas - Ceará - Brasil, 64 anos
702 textos (7872 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/18 18:07)
Poeta Agostinho