Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
>NÁUFRAGOS DO AMOR*

Nestas tempestade eu naufrago
Olhando o temporal já vindo lento
Procure teu abraço e já encontro
Percorro sem temer todo tormento

Dissipo toda água acumulada
Enxugo teu tormento ao meu latente
Pra ambos caminhar com mais alento
Dispersos sem alterar vida e lamento

De tanta sensibilidade já vejo o raio
Vagando sem saber qual rumo certo
Aqui vejo em teus versos bem de perto

Revogação pra vida mais talento
Viver vibrar sorrir juntos encharcados
Torcer todas as peças correr descalço

“A vida só se dá pra quem se deu”,
Já dizia um poeta magistral,
Que em versos sempre foi fenomenal
Dourando uma esperança, mata o breu.

Coitado de quem ama e se perdeu,
Na busca de uma estrada desigual,
Porém amor transmite-se ancestral
E tem numa amizade o apogeu.

Não tema, minha amada, a dor se esconde
Somente em desamor, não em amor.
Um sonho que se faz encantador

Não deixa que esperança perca o bonde
E pinta em fantasia e claridade,
No enlace de um amor se é de verdade...

SOGUEIRA
Marcos Loures
Sonia Nogueira
Enviado por Sonia Nogueira em 06/09/2007
Código do texto: T641536

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia Nogueira
Fortaleza - Ceará - Brasil
2369 textos (129104 leituras)
13 e-livros (700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 20:49)
Sonia Nogueira

Site do Escritor