Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM TEMPO QUE NÃO ESQUEÇO




Sempre lembraremos os jovens dias
De nossa juventude irresponsável,
Mesmo se foi um tempo miserável,
Dele lembraremos só alegrias.

Comia dessaborosa boia fria,
Com seu odor e gosto insuportável,
Como se fosse um prato degustável,
Chegado da melhor rotisseria.

Era um catre a cama que dormia,
Mas lindos sonhos nela eu sonhava.
Se eram só sonhos não importava,

Eu tinha todo tempo que queria,
Havia sempre dia após o dia,
Da vida, o que eu queria ela me dava.

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Em contraponto ao soneto  ANOS ESQUECIDOS, do Poeta Carioca.

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Encantado com a brilhante interação da poetisa NAJET.


Eram dias idos!!!! Foram idos dias
Cantarolando em horas vadias
Dispersas no tempo que era meu.
Acordar antes da raiada aurora
Se o tempo era meu
Eram minhas as horas,
Da espera do que não aconteceu.
Mas eu esperava, porque o tempo
Esse atordoante e contável evento,
Fazia promessas e acreditei!
Não importa se rápido passa
E se a despedida foi sem graça,
Resta-me saber que eu sonhei
Naqueles dias idos, idos dias,
Cantarolando em horas vadias
Dispersas no tempo
E dele somente eu sei!
Jota Garcia
Enviado por Jota Garcia em 06/12/2018
Reeditado em 07/12/2018
Código do texto: T6520750
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jota Garcia
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 82 anos
577 textos (19961 leituras)
5 áudios (236 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/18 19:18)
Jota Garcia