Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porto solidão...

Ele nunca foi porto, e sim mar aberto solidão
Barco no mar flagelo de sentimentos, ilusão
Ela desejo, acreditou, sorriu, tentou, amou
Abriu as asas no céu da paixão, ele silenciou.

Cansado das velhas batalhas tentou aporta
Em sua armadura acreditava que poderia amar
Ela fada encantada, bailou em seu leito frio
Sentiu a dor nos olhos fingidos de alegria, chorou.

Ele sem roupas de olhar perdido, sem o brilho novo
Se entregou por alguns instantes, intenso como o mar
Mas voltou a parti dias depois, perdido em sua tempestade.

Ela se refaz, mesmo perdida na tempestade dele
Decidiu esperar no porto seu amor almejado
E deixou ele parti em um momento de sanidade.

Edson Junior
23/01/2019
Edson Junior
Enviado por Edson Junior em 23/01/2019
Reeditado em 23/01/2019
Código do texto: T6557416
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Junior
Recife - Pernambuco - Brasil
234 textos (7068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 07:43)
Edson Junior