Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto ao amigo

Quanta falta me faz a  tua leitura
Tua amabilidade me põe calma...
Teu jeito de ver a minha candura
Óh, por quê? Fica triste minha alma.

Quando te fazes demover eu fico
Sem entender fizeste-me enxergar
Que não existe um pobre um rico
Que não se possa sonhar e confiar.

Que a vida é bela que existe
Um elo quando a união consiste
Guardo comigo amigos amados.

Que me fizeram perceber a vida
Querida como um leque vivida
Não fosse como um vento levados.

Mary Jun




Mary Jun
Enviado por Mary Jun em 11/02/2019
Reeditado em 22/02/2019
Código do texto: T6572422
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Jun
Recife - Pernambuco - Brasil, 54 anos
783 textos (37679 leituras)
1 e-livros (83 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/19 08:03)
Mary Jun