Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO IRREGULAR AO AMOR.

Se agora me questiono,
Por certo tenho razão.
Que a razão prevalece,
Suplanta dor e emoção,
Bater forte ou mais fraco,
Novo ou velho coração.

Haveis de dar-me razão,
Se ao amor nos esconde.
Por vezes, a te procurar,
Difícil é saber por onde.
O dia logo se vai e o sol,
Seu último raio esconde.

Corri, cansei, não cheguei,
Estive em lugar nenhum,
Se no amanhã não terei,

Dois? Não seremos nem um
E por amor a essa mulher,
Seus lamentos eu sentirei.

               Rio, 22/09/2007
               Feitosa dos Santos
Feitosa dos Santos
Enviado por Feitosa dos Santos em 22/09/2007
Reeditado em 22/09/2007
Código do texto: T663286
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Regra para USO: citar autoria de Feitosa dos Santos e o Site www.recantodasletras.uol.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Feitosa dos Santos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1404 textos (68685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 18:02)
Feitosa dos Santos