Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


AMÉM
Lílian Maial

O fardo que carrega o afável e o clemente
Em toda a trajetória azul, como convém,
A paz obrigatória e o riso permanente
Ocultam, de si mesmos, cálido desdém.
 
É tanta humanidade em solo penitente,
Que os anjos, de ciúme, o amor fazem refém.
E os ímpios desalmados dançam livremente
No palco, onde a bondade exige o seu vintém.

O ranço generoso alcança o patamar
Dos nobres benfeitores de fé e regozijo,
Que pintam velhas trilhas de caminho novo.

E quem o bloco omisso ousar desafiar,
Que tenha um guardião e um bom esconderijo,
Ou que sucumba à fúria desmedida de seu povo.

**********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 19/05/2019
Código do texto: T6651177
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1177 textos (264374 leituras)
21 áudios (13935 audições)
3 e-livros (1496 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/07/19 16:59)
Lílian Maial

Site do Escritor