Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPEDIDAS...

Se a solidão é saga que se impõe e fere,
Hei de, com ela, apenas, construir meu verso,
Posto não existir moeda sem reverso,
Nem ser maior que um sonho, o sofrer que adere,

Ao coração - não sendo o tempo tão perverso,
A que, em nós, pra sempre, mal nenhum impere;
Como não dura eternamente a intempérie,
Eis que a bonança é bem insólita e dispersa,

Já que, por natureza, muita coisa custa
A se firmar, por força do inesperado,
Ou de algum episódio triste e nebuloso,

Mas, apesar do que nos possa ser custoso,
Persiste sempre a esperança do que o fado,
Conceda a solução que nos não seja injusta...

LMBLM

*****
Luiza De Marillac Michel
Enviado por Luiza De Marillac Michel em 21/06/2019
Reeditado em 21/06/2019
Código do texto: T6678390
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luiza De Marillac Michel
São Paulo - São Paulo - Brasil
1383 textos (69926 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 09:12)
Luiza De Marillac Michel