Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Biológico

 Um vulcão habita dentro de mim
Uma pressão esmaga o meu ser
Insiste em sair, mas
Reluto e tento engolir


É muita vontade é muito querer
É ansiedade , muito de querer fazer
Sempre quero o agora e o ontem também
O magma encandece e começa a crescer


A pressão aumenta então,
sobe e sai do vulcão
Eu luto com elapra não transbordar


E a correnteza quente a se expandir
Pode queimar onde passar, quando sair
Carrega uma vontade tão grande de criar, de sentir.
Leandra Telles
Enviado por Leandra Telles em 25/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T668146

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Leandra Telles
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
111 textos (3481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:29)
Leandra Telles