Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAPIDAÇÃO

Sou 'água', tu és 'pedra'.
Refresco teu endurecer,
De gota em gota o que tu depredas
Um dia há de amolecer.

Sedenta em dureza própria
Isolada no teu duro ser
Saciarei essa secura imprópria
Que essa 'pedra' não pode ter.

Teu 'limo' retirarei sorrindo
E mesmo que continue me ferindo
 Ó 'pedra'! Eu vou te seguindo.

Lapidar-te-ei com esmero
E com frescor sincero
De gota em gota, limpa te quero.

Ênio Azevedo

Luciênio Lindoso
Enviado por Luciênio Lindoso em 02/10/2019
Código do texto: T6759114
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciênio Lindoso
Zé Doca - Maranhão - Brasil, 49 anos
848 textos (13093 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 22:46)
Luciênio Lindoso