Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ORQUÍDEA SELVAGEM

Onde estás meu amor? te procuro
Qual tesouro num gran desespero
Pois em ti já me aninho seguro
Minha orquídea selvagem te quero!...

Eu me lembro do tango e o bolero
No momento sofrido - mais duro
Mas, às vezes, um gume - um fero,
Corta o peito deixando-o impuro...

Mas a vida ensina que o mundo
Têm-se o doce e amargo num só
Minha orquídea exalas profundo -

Um perfume tão inebriante
Que me sinto sofrido qual Jó
Meu amor eu te quero um instante!...













Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 01/10/2007
Código do texto: T676400

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (75720 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 07:08)
Gonçalves Reis