Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALHAÇO DE MIM






Pobre palhaço, velho e triste,
De mil cores embutido,
Ficou-te o dedo em riste,
Contra quem te tem ofendido,

Nesta vida tão desgraçada,
Onde és o que nunca serás,
Só para alegrar a criançada,
Deixando a tua vida para trás.

E agora, meu pobre, homem,
Se nem o espelho te reconhece,
As dores que te consomem?

Foi-se o tempo das acrobacias,
A pantomina já padece,
No vulgar do comum dos dias.

Jorge Humberto
03/10/07








Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 04/10/2007
Código do texto: T680423
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67234 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 19:05)
Jorge Humberto