Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Florista

Olha, desde que nasci
tenho a impressão
de que sou afeito
ao ofício de semear canteiros;
 
Olha, desde que te conheci
Reverbera cá dentro do peito
Uma latente vocação
De viver o labor de jardineiro.

Sabe, desde o nosso encontro
pulsa em meu âmago o dom de florista
E vejo flores em todos os instantes da vida;

E sinto que passeio por avenidas
Ladeadas por fragranciosas flores multicoloridas
A enfeitar o caminho por que ando.

Escuta, daquele momento doravante
Ouço a suave voz do divino Condutor
A me falar de quanto é gratificante

O suspirar da vida no jardim em flor,
Se desse cenário de glória inebriante
Compartilha alguém que nos causa rubor.
Cid Rodrigues Rubelita
Enviado por Cid Rodrigues Rubelita em 21/03/2020
Código do texto: T6893548
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Cid Rodrigues Rubelita
Curitiba - Paraná - Brasil
151 textos (5054 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/05/21 14:24)
Cid Rodrigues Rubelita