Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O poeta

Bem como trabalha o bom oleiro,
Assim é do poeta seu labor.
Faz das palavras, qual o escultor,
Dos sentidos, qual o sagaz veleiro.

É dos tristes feliz alvissareiro,
Dos cativos, prezado redentor;
É de um mundo todo criador,
De outro, só benquisto lisonjeiro.

Conhece bem aquilo que se passa
Nos corações em pedaços partidos,
Na vida de sentido tão escassa,

Nas almas de rumo e tino perdidos;
Pois poeta é por essa graça:
Ter o bem e o mal por igual queridos
Rodrigues Aires
Enviado por Rodrigues Aires em 30/03/2020
Código do texto: T6901193
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Rodrigues Aires
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 23 anos
16 textos (190 leituras)
1 e-livros (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 17:10)
Rodrigues Aires