Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DAMA DA NOITE

Ah! Como desejo aquela mulher
Que se vende para quem paga mais.
Vive nas esquinas como uma qualquer
Saciando prazeres mórbidos e carnais.

Lembro quando se dizia bem-me-quer.
A flor mais bela que dentre as demais
Causou emoções, verdadeiros vendavais
De paixões desenfreadas, desejo e fé.

Entreguei meu coração cheio de amor
Oferecendo meu lar, felicidade e calor,
E recebi dor com desprezo num açoite.

Hoje ainda tenho paixão, ódio e rancor
Porque sei que aquela jovem e bela flor
Vive nas esquinas como dama da noite.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 12/10/2007
Código do texto: T691336

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 60 anos
1152 textos (33855 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:15)
Carlos Melgaço