Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Que mente...

Que mente veste a fúria dos prazeres
Senão aquela em gozo alucinante
Na voz que denuncia rouca e amante
Os gestos de atrevidos concederes

Que espaço por que tanto ofegam os seres
Acolhe simplesmente e mais arfante
Como esse que se assume estimulante
Bem crente a posição dos afazeres

Que sob medida o resto desvendando
A pompa destacada acidulando
Em vida e de sentido carregada

Cereja que se expande arrebatando
Abrindo-se aos olhos serenada
A glória como quero saboreada

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 14/10/2007
Reeditado em 18/12/2010
Código do texto: T693638
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
1019 textos (32686 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 23:52)
Miguel Eduardo Gonçalves