Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE SEJAS TU...

Em ti vejo tudo o que é eterno
e teu ser é luz resplandescente;
és como uma estrela, incandescente,
que me desvenda os agravos do inverno.

P'ra mim és o arcanjo sempiterno
de um espaço-tempo inexistente;
emerges de um amor que me consentes,
divinizando o céu do meu inferno.


Tu'alma é um olimpo magestoso,
sem o anelo falso da vaidade;
és a bênção da alvorada que fulgura.

Renuncias a ti, meu ser ditoso,
por meu efêmero amor, minha maldade?
Toma-me, então; sejas tu minha ventura!

                             Chaplin, FRC
Chaplin
Enviado por Chaplin em 14/10/2007
Reeditado em 23/10/2007
Código do texto: T694149
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaplin
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 72 anos
420 textos (29202 leituras)
1 áudios (139 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 13:33)
Chaplin