Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sofrendo à luz do Luar

Sofro às tuas preces em meu ataúde
e choro aos teus pés em meu clamor
Proscrito na canção deste alaúde
meu coração palpita com fervor.

Ungido em inexprimível celsitude
gorjeio em pleno voo, a minha dor
Pois a casta e amarga ceia amiúde
afunda a minha alma pobre em langor...

Este que a minha Ferida já cave!
Ou aquele que jogou-me ao abismo!
Sofro à espera d'uma relva suave

Buscando o mais perfeito sincronismo
Que em tempo, tu, oh Morte, então me lave
e assim me acorde do sonambulismo.

23/05/2018
Jonas Quadros
Enviado por Jonas Quadros em 23/05/2020
Código do texto: T6955482
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Jonas Quadros
Vassouras - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
21 textos (766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/06/20 01:04)
Jonas Quadros