Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PONTO CRÍTICO




Que o sangue de minhas veias seja a flor
Que acabe com estas guerras estúpidas,
Que o homem irmanado, seja só o amor,
Transcrito em poesia e palavras lúdicas.

Que não se sofra por invejas incoerentes
E se faça deste mundo um mundo melhor.
Onde pessoas incógnitas, nossas gentes,
Mostrem que o bem impera, ante o mal maior.

Que as pessoas sejam críticas perante si,
Relegando o omisso para os escarcéus,
Que sejam por elas, pelos outros, por mim.

Hoje escreve-se mais do que o que se lê…
Que as dádivas devidas não venham dos céus,
Mas de quem se tem por bem e o outro antevê.


Jorge Humberto
14/10/07



Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 17/10/2007
Código do texto: T698158
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67245 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:57)
Jorge Humberto