Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nesses flóreos campos redolentes

Nesses flóreos campos redolentes,
Tão mansa cai a chuva que parece...
Pelos ares, vagarosamente,
O lamentares de chorosa prece.

O canto triste d'ave solitária,
Velha lira que despertas em mim...
Nas tardes lentas que se vão com tua ária,
Lembranças no peito que não tem fim.

Oh! N'alma formastes essas memórias
- Sem notar as horas irem passando -
Uma coroa alva de rosas merencórias.

E o aroma que exalas aqui ainda sentes,
As tristezas que fostes olvidando
Nesses flóreos campos redolentes.
ThiagoRodrigues
Enviado por ThiagoRodrigues em 30/06/2020
Código do texto: T6992595
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
ThiagoRodrigues
Itirapina - São Paulo - Brasil, 36 anos
92 textos (1229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/07/20 07:25)
ThiagoRodrigues