Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Legado biológico

Já ultrapassei meu tempo,
E ao futuro, não deixarei minha semente,
Embora, minha alma mui lamente,
A natureza furtou-me esse vento.

Não deixarei legado biológico;
Não quebrarei o cordão umbilical;
O pulsar do ventre permanece normal,
Dói, mas não cumprirei, o papel lógico.

A culpa não pertence, a quem amei,
Essas coisas vêm, no encalço do destino,
Tentar entendê-las é perder o tino.

Como Abraão, espero o anjo da vida;
Espero com tal fé, que não tem medita,
Com instinto paterno proliferarei.



Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 18/10/2007
Código do texto: T699338

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
250 textos (4758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 21:12)
Gilmar Queiroz