Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nestes versos não existe pureza

Nestes versos não existe pureza;
Que deles nada de belo se espere,
Pois são de um poeta que hoje prefere
Cantar a fome a cantar a beleza.

Os meus versos têm somente a tristeza
Que a agonia dos famintos sugere:
Uma tristeza que corrompe e fere
A alma humana com absurda crueza.

Por vezes, diante da fome, essa fera
Que mata milhares severamente,
Chorei meu choro de maneira sincera,

E enquanto os burgueses choram somente
A dor de qualquer paixão mais severa,
Canto a fome, que burguês nenhum sente.

Wedmo Mangueira – 19/01/2005
Wedmo Mangueira
Enviado por Wedmo Mangueira em 20/10/2007
Reeditado em 20/10/2007
Código do texto: T702769

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wedmo Mangueira
Aracaju - Sergipe - Brasil, 35 anos
19 textos (1036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 02:19)
Wedmo Mangueira