Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Calvário

.:.
Caí como caem os carnívoros cães.
E cai de mim um pérfido temor.
Saí em busca dos esquecidos pães...
Sai, não quero seu tirano clamor!

Parte do que sou é pura ausência.
E parte de mim o frio fingimento.
Retifico erros de olvidada regência...
Ratifico, meu viver é só tormento.

Por que caminhar entre tantos espinhos?
Porque o caminhar assim é solene, penso.
E o porquê desta dor, onde estará sua razão?

Se as razões não sei definir onde estão,
mesmo buscando-as nos meus caminhos,
sigo, foragido, sem pesar nem tormento.

Nijair Araújo Pinto

Crato-CE, 13 de fevereiro de 2007.
20h57min (Durante a aula de Direito Civil I)
Nijair Araújo Pinto
Enviado por Nijair Araújo Pinto em 26/10/2007
Código do texto: T711167
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nijair Araújo Pinto
Crato - Ceará - Brasil, 46 anos
2196 textos (65186 leituras)
81 áudios (1661 audições)
3 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 14:01)
Nijair Araújo Pinto