Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do flâneur em tempos de pandemia

Na bela avenida reta e nebulosa,
A luz da via as trevas suaviza
E só um pouco o pesar ameniza,
Nestes tempos de vida desditosa.

Um só carro, em viagem cautelosa,
Leva um jovem e sua Mona Lisa,
Sob cuja máscara o enigma desliza,
Mas insinua a face mais formosa.

Ah, jovens, ao amor que a tudo impera
A eternidade o louva com a espera –
Da transcendência, o maior galardão!

E assim ando e, num átimo,  não vejo
A sedução longe de meu desejo,
De medo incógnita na solidão.

Walter Rossignoli
Enviado por Walter Rossignoli em 31/12/2020
Reeditado em 03/01/2021
Código do texto: T7148781
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Walter Rossignoli
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
303 textos (25490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/03/21 08:27)
Walter Rossignoli