Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 UM PORTO SEGURO



E nesse porto, então, fico tranqüilo

Pois sei, quando vier a tempestade

Terei alguém, então que um dia há de

Me amparar; e ser-me como asilo...

 

Na hora, então, que a dúvida invade,

E o viver num pélago – naquilo,

Começa a sufocar e restringi-lo

Uma palavra traz a liberdade?

 

Às vezes não consigo conceber

Um dia, padecendo em solidão

A ausência de alegria e de prazer

 

Ouvindo tão somente o mesmo não

Distante do que outrora pude ver

Envolto na amizade e no perdão

 

GONÇALVES REIS
MVML

                                                                                            17/09/07

Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 30/10/2007
Código do texto: T716459

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (75721 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 17:24)
Gonçalves Reis