Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do Dolente a Deus

Soneto do Dolente a Deus

Oh Deus, socorrei-me desse augures de grande dor
Posto já não suporto todo este ardor
Que ferve sobre meu sangue cansado uma intensa febre
Rogo-lhe que me cures tornando minha alma leve

Esta pungente dor não rouba apenas a saúde
Mas toma de mim toda a coragem de enfrentar
Toda a peste, todo o sofrimento o qual encontrar
Tornando-me fraco e debilitado, sem ledo ou atitude

Esta chaga a qual percorre meu corpo débil
Faz sentir-me como um culpado pagando o indelével
Sofrimento o qual fiz a outros, talvez, passar

Por isto, Senhor meu Deus, piedade tenhais deste dolente
O qual espera ávido por um éden nunca olvido
Para repousar como um velho sábio, merecidamente

Tassio Bruno O Presbítero
Enviado por Tassio Bruno O Presbítero em 02/11/2007
Código do texto: T720778
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor "Tassio Bruno F. Silva" ou o seu Pseudonimo "O Presbitero" junto ao link para o email "darkest_lost@hotmail.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tassio Bruno O Presbítero
Salvador - Bahia - Brasil
278 textos (11701 leituras)
3 e-livros (68 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:51)
Tassio Bruno O Presbítero