Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

I M A G E N S

O trilho, a casa, a fonte o pé de amora,
o pasto, a roça, as nuvens no horizonte...
a passarada festejando a aurora
e o sol fugindo, rubro, atrás do monte!

A casa, o trilho, o pé de amora, a fonte,
o quarto pobre onde eu sonhei outrora...
o atalho, a tulha, o terreirão defronte
- e esta saudade pela vida afora!

A fonte, o pé de amora, o trilho, a casa,
e a dor imensa que meu peito abrasa
crivado pelos dardos da lembrança...

O pé de amora, a fonte, a casa, o trilho,
imagens que eu guardei - doce estribilho
que me transporta aos tempos de criança!

      *      *      *      *      *      *
Nota: Este soneto tem simetria perfeita. Note o 1º verso:
o trilho - a casa - a fonte - o pé de amora
1. Leia em sequência o primeiro termo de cada estrofe, de
alto a baixo). O mesmo se dá com os demais termos.
2. Leia em sequência de baixo para cima o último termo dos 1ºs
versos.
3. Leia de trás para a frente o 1º verso da última estrofe.
4. A sequência dos últimos termos do 1º verso, de alto a baixo é
igual à do 1º verso da última estrofe.
5. Nos 1ºs versos há inversão perfeita:
1. o trilho a casa / 2. a casa o trilho
3. a fonte o pé de amora / 4. o pé de amora a fonte
Nos dois últimos termos acontece o mesmo, confira:
a fonte o pé de amora / o pé de amora a fonte
o trilho a casa / a casa o trilho
Pedro Ornellas
Enviado por Pedro Ornellas em 07/11/2007
Código do texto: T726975

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Ornellas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
92 textos (30706 leituras)
9 áudios (962 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:49)
Pedro Ornellas