Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



ALVOROÇO

 

 

Parte que é torpe protege e restringe,

E a que é sensível não dá segurança,

Quebranta, posterga, e tudo se infringe

Por conta, e esfarela o atrito da andança.

 

Pernas, de pronto, no ponto em que cinge,

Rodeia, envolve, aperta a testa. Mudança

Do foco. O pé esfolado, até a laringe,

Faz tudo planar, quando anda e balança...

 

Partem-se as pernas, que torpes, no ponto,

Nada protegem, a testa no foco,

A esfoladura no passo é desconto,

 

Taquara rachada faz paga e troco,

Vestes revelam estranhos pespontos,

Estica o pescoço, faz-se o alvoroço...

 

José Carlos De Gonzalez
Enviado por José Carlos De Gonzalez em 14/11/2007
Código do texto: T736528
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Carlos De Gonzalez
Itu - São Paulo - Brasil, 67 anos
556 textos (58994 leituras)
299 áudios (25553 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 20:24)
José Carlos De Gonzalez