Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CASCATA

era, e já não é bonita
como nos áureos dias
ela, a flor dos rios, fita
luares frios... estrias.

olhos baços vêem o céu
de prata sem serenata
nas estrelas, sem tropél
de luz,  cobrindo a mata.

ela que já não reluz
o choro que não desata
silentes cristais de luz.

cascata, outrora prata,
leito sem luz, feito nata
- fiz de ti - meu rio de pus!



Marco Bastos
Enviado por Marco Bastos em 22/11/2007
Reeditado em 22/07/2012
Código do texto: T747117
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para "http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1583 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Bastos
Salvador - Bahia - Brasil, 73 anos
1717 textos (89885 leituras)
2 áudios (509 audições)
1 e-livros (797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 21:39)
Marco Bastos