Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OSTENTAÇÃO




O ciúme e a inveja são filhos dos recalcados,
A tudo põe defeito, a ninguém o devido valor,
Na sua pequenez só temem ser expurgados,
Para os confins do vil inferno mais abrasador.

Sua cegueira é tanta que se há uma novidade
Com que mostrar a vizinhos e demais parentes,
Atarefados se mostram e escondem a raridade,
Em tudo se assemelhando a pobres dementes.

Fecham suas casas, janelas com todo o afinco,
Julgando-se coitados viver num mundo distinto,
Onde nada os atinge, presunçosos de sua valia.

A ninguém dirigem palavra ou sorriso contagioso,
Vivendo suas vidinhas de seu modo mais penoso
Mostrando à sociedade a sua gran e vã covardia.

Jorge Humberto
22/11/07




Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 25/11/2007
Código do texto: T752140
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67238 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:28)
Jorge Humberto