Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEU SER SIMPLES





Quando te encontrei, como do nada, enfim,
Bafejado fui pela sorte e me apaixonei por ti.
E logo reparei que não eras como as demais,
Tu tinhas a sã candura só dada aos especiais.

E toda tu eras simpatia, cordialmente honesta,
E meu amor foi singrando e ainda hoje atesta,
Toda a pureza que reside em ti a veraz alegria,
Que a todos e sem grandes esforços contagia.

Sei bem que digo, pois sou testemunha alegre,
De tua maneira de ser sincera, bem verdadeira,
Que o carinho que é dado aos outros não mede.

Sempre pronta e prestável, a todos um sorriso,
Bem rasgado, sinuoso como se uma cachoeira,
Onde reinasse alegria, nada mais fosse preciso.

Jorge Humberto
24/11/07





Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 26/11/2007
Código do texto: T753519
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67237 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:53)
Jorge Humberto