Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Peço perdão

Sem ter o que pedir, peço perdão
pela loucura, o arrebatamento,
a ânsia de te amar, o encantamento,
o riso, o choro, e até pela canção

que brota, sem querer, da minha boca
e que meu ser não tem como extinguir,
que vai acompanhar meu existir
e torna, mais e mais, minh’alma louca.

Em busca do perdão, eu corro o mundo,
indago a quem me vê, por onde vou,
o que fazer, se sei que te perdi.

Mas a resposta é um calar profundo
e, se nem mais o mundo me restou,
sem ter a quem pedir, eu peço a ti.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 05/04/2005
Código do texto: T9951
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 72 anos
936 textos (291737 leituras)
36 áudios (11211 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/11/20 17:08)
Paulo Camelo

Site do Escritor