Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poeta.

Chega à noite caneta e papel na sua mão, sentado em frente a clareira iluminado por um lampião.....

Olhando o céu estrelado que muita coisa vem a lhe dizer, ele escuta o som das aves que encanta o entardecer.

Vai se preparando com sua caneta e papel, falando da lua bela iluminando o grande céu.

Nas linhas do seu papel, surge então uma inspiração, de uma tal moça que conquistou seu coração...

Ela o encantou e sem saber o que falar correu para o seu rancho e se dispôs à chorar;

Agora é noite a noite desse poeta sonhador que sem saber o que fazer, deixou ir seu grande amor....

Mas nas linhas em que escreve encanta a quem lê, não escreve por dinheiro, muito menos para se aparecer, ele escreve por amor um amor que tem tudo à dizer.


Se inspira ao ver o pássaro à cantar,
O Verde do Mato, e a natureza torna-se seu melhor lugar, a riqueza desse poeta é a simplicidade de seu olhar!


Em um dos seus versos ele se dispõe a dizer que nada no mundo vale se a poesia não prevalecer.

 Poesia é alma, alma que não se deixa abater sorrindo ou chorando ele sempre está à escrever.

Poeta vive sorrindo, poeta vive cantando, poeta vive de amor alimentando seus sonhos...


Poeta é romântico poeta é sedutor poeta é um ser que por onde passa exala o amor....

Esse simples poeta que conta um pouco de si, nasceu e se criou no mundo de querubins, um mundo que ele criou com tanta delicadeza, o mundo puro de rara beleza.

Ele ensina, e aprende que no mundo tudo tem que ser diferente, não há prisões que não se abram, não ha mau que dure eternamente seja esse poeta com essa alma de adolescente.


     Josiane
Josiane cordelista
Enviado por Josiane cordelista em 29/11/2018
Código do texto: T6514994
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Josiane cordelista
Sátiro Dias - Bahia - Brasil, 20 anos
48 textos (743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 03:53)
Josiane cordelista