Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A METAPOESIA

Quando um poeta chega às metáforas (de palavras e de ideias) com um tipo de questionamento que leva a uma construção verbal de conceitos em que permeia a universalidade, já não é apenas um humilde fazedor de versos. O seu espiritual sinaliza e evidencia que ele próprio encantou-se com a arte poética (a dos signos em sua indumentária de festa), e, consequentemente, liberaram-se os seus alter egos mais íntimos para falar pelo seu próprio ego, ou seja, individualmente em seu nome, como se fora criação totalmente sua, e não de seus hóspedes incômodos. A este encantamento chegam somente os espíritos questionadores, inquisidores, instigadores profundos de si mesmos quanto ao mistério da vida e seus fetiches. Quando os versos exsurgem assim sem mais nem menos – por dá cá aquela palha – é um excelente sinal de que a Poesia fala por seu espírito e possibilita a reconstrução do universo mais íntimo do poeta-autor, vencendo a hostilidade e/ou a adversidade momentânea. Quem não se questiona e só se embasbaca com o mistério de que a Poética é dotada, nunca chegará aos versos com Poesia, será sempre não mais do que um simples fazedor de versos. Adentrai ao portal da magia através da única possibilidade de registro: o suspirar do Mistério através da materialidade da Poesia. É por isso que os verdadeiros poetas não morrem, encantam-se e viram eternidade, mesmo que nem saibam disto enquanto vivos. Quem atinge a iluminação do encantamento recebe a sua carta de alforria das mãos do Absoluto.

– Do livro OFICINA DO VERSO: O Exercício do Sentir Poético, vol. 02; 2015/17.
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/6159137
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 01/11/2017
Reeditado em 01/11/2017
Código do texto: T6159137
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
2911 textos (776780 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 11:09)
Joaquim Moncks