Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como compor um INDRISO?

Como fiz um desafio que inclui a criação de INDRISOS, sinto-me obrigado a expor, para quem ainda desconhece, uma breve explicação de como compor um INDRISO.

INDRISO é um estilo literário de poema, criado por Isidro Iturat, espanhol, nascido em Villanueva e la Geltrú, em 1973. Além de escritor, ele também é professor de literatura espanhola. Reside em São Paulo, Brasil, desde o ano de 2005.

O Indriso foi criado em janeiro de 2001 em Madri. O primeiro Indriso criado por Isidro Iturat foi o Luna Minguante que a seguir reproduzo.

 
LUNA MENGUANTE

 El centauro se asoma por la ventana
 y la mujer dormida está hablando en sueños.
 Llora y ríe, porque un centauro la rapta.

 Cabalga en su sueño la mujer dormida,
 cabalga en su sueño y es cabalgada.
 En la selva, nadie la oye cuando chilla.

 Llora y ríe como nunca en su vigilia.

 El centauro la mira… por la ventana.

 
TRADUÇÃO


LUA MINGUANTE 

O centauro se assoma à janela
 e a mulher adormecida está falando em sonhos.
 Chora e ri, porque um centauro a rapta.

 Cavalga em seus sonhos a mulher adormecida,
 Cavalga em seus sonhos, e é cavalgada.
 Na selva, ninguém a escuta quando grita.

 Chora e ri como nunca em sua vigília.

O centauro a observa… pela janela. 

O INDRISO surgiu como uma variante do Soneto, a mais tradicional das poesias e que, apesar de algumas tentativas, manteve sua forma de 14 versos divididos em duas quadras e dois tercetos, invariável ao longo do tempo. O que era quadra no Soneto, transformou-se em tercetos no Indriso e o que era terceto no Soneto, transformou-se em Estrofe de verso único no Indriso, ficando então o Indriso assim: 3-3-1-1. Ao contrário do Soneto que é invariável a apresentação dos versos, no Indriso, o autor por alternar a ordem das estrofes fazendo variações como: 1-1-3-3 ou 1-3-1-3 ou 3-1-3-1 ou 1-3-3-1 ou 3-1-1-3, variantes estas, propostas pela poetisa uruguaia Tereza Marzialetti, segundo o próprio Isidro no artigo citado abaixo.

Quero lembrar a tod@s que o indriso não é 3-3-2 como algumas pessoas tem postado em suas escrivaninhas. Isto é dito não por mim, mas pelo próprio criador do estilo, o poeta Isidro Iturati. O Indriso é um poema formado por dusa estrofes de 3 versos (tercetos) e duas (02) estrofes de um único verso (monósticos). Então, postar os dois últimos versos como se fossem uma estrofe é uma forma inaceitável de poema se quiser chamá-lo de Indriso.

O poeta ou poetisa tem todo direito de formatar o seu poema da forma que lhe aprouver. Mas se fizer isso, não pode se arvorar no direito de chamar indriso um poema cujo formato não é aceito nem pelo próprio criador do estilo. Os versos finais obrigatoriamente estão em estrofes distintas.

Vamos então agora compor um INDRISO? Inspire-se na foto do Desafio e componha seu Indriso nos Comentários. Aceite este desafio clicando no link abaixo.
Fonte consultada: Site Oceano das Letras disponível em https://nuhtaradahab.wordpress.com/2012/12/18/isidro-iturat-sobre-o-indriso/ Consultado em 09/02/2018.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 09/02/2018
Reeditado em 18/02/2018
Código do texto: T6249189
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Alberto Valença Lima
Recife - Pernambuco - Brasil, 67 anos
345 textos (73539 leituras)
3 áudios (319 audições)
3 e-livros (183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/02/18 05:34)
Alberto Valença Lima

Site do Escritor