Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMINÁRIO DE LITERATURA - MODERNISMO (cont. 1)


 
CARACTERÍSTICAS DO MODERNISMO:
 
1-Ativismo antiparnasiano, sólida demolição.  Falso anúncio publicado na revista "Klaxon" (o som modernista da buzina), "Panuosopho, pateromnium & Cia. - Grande fábrica internacional - sonetos, madrigaes (grafia da época), balladas (idem) e quadrinhas......... - Tabella (ibidem) geral........." / 'soneto simples, também com rimas ricas, consoante de apoio'...  ironia contra os poetas anteriores.
 
2-Linguagem cotidiana, do dia-a-dia, sem rebuscamentos.  Incorporação irreverente da realidade ao plano artístico, rebeldia geral.  Compare  poemas:  "...nem de Carrara (...) O alvo cristal, a pedra rara. / O ônix prefiro." - Profissão de Fé, BILAC.  ---  "Três meninos e duas meninas, / sendo uma ainda de colo. / A cozinheira preta, a copeira mulata, / o papagaio, o gato, o cachorro, / as galinhas gordas no palmo da horta / e a mulher que trata de tudo." - Família, DRUMMOND.   -----  Em especial na prosa, também incorporação do dialeto reginal, preocupação com ambientes, paisagem, costumes e povo de cada região do país:  o homem e os modos de falar do brasileiro  (já manifestação em EUCLIDES no começo do século).
 
3-Presença da máquina.  Introduzida na obra dos artistas modernos, realidade da revolução tecnológica do novo século.  Vem de Portugal:  "A dolorosa luz das grandes lâmpadas da fábrica (...) a beleza disto totalmente desconhecida dos antigos." - Ode triunfal, FERNANDO PESSOA.
 
4-Liberdade radical de criação.  Literatura sem regras.  "Estou farto do lirismo comedido (...) bem comportado, funcionário público com livro de ponto expediente protocolo e manifestações de apreço ao sr. diretor........." - Poética, MANUEL BANDEIRA ---  Poema "O poeta come amendoim" - MÁRIO DE ANDRADE, linguagem coloquial da cidade de São Paulo na época, dedicado ao amigo DRUMONND  (comparar com "Pátria", de BILAC.)
 
5-Exploração do inconsciente.  Sob influência de FREUD  (1856/1939), médico criador da psicanálise, autores buscam revelar os segredos do inconsciente dos personagens:  "Levantei-me há cerca de trinta dias.  (...) não me restabeleci completamente.  Das visões que me perseguem  (...) naquelas noites compridas umas sombras permanecem........." - Angústia, GRACILIANO RAMOS.
 
6-Problemas sociais.  Ah, sim, miséria e desemprego  (eternidades!), exploração do homem pelo homem, denúncias.  "E num foguinho de garranchos,  (...) um dos últimos fósforos  (...) assaram e comeram as tripas, insossas, sujas, apenas escorridas nas mãos." - O quinze, RAQUEL DE QUEIROZ.
 
7-Várias leituras.  Desafio para o leitor interpretar certas mensagens da obra de arte.  Poeta omite elementos esclarecedores de texto:  "No meio do caminho tinha uma pedra........." - CDA.  (Se foi piada ou tempo vago no serviço público, o poeta CARLOS jamais definiu.)
 
8-Verso livre.  Em especial na primeira fase modernista, sem obrigatoriedade de temas, "se o censor não existe, tudo é  (ou era?) permitido"  (parodiando  DOSTOIÉVSKI, ateu, em "Os irmãos Karamazov")  - para escandalizar e assombrar mesmo, como jogar excrementos no ventilador a todo volume.   Nada de contar silabazinhas ou caçar rimas decentes ou absurdas  (a mais recente ousadia de CHICO BUARQUE...), importa é um ritmo em voz alta:  " - O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo e o pulmão direito infiltrado." - Pneumotórax, MANUEL BANDEIRA.
 
                     --------------------------------
 
LEIAM meus trabalhos "Ainda Oswald..." - Briga de "compadres" -  "Visitando Freud em Viena".
 
NOTAS DO AUTOR:
 
TUPI - um dos grupos indígenas que primitivamente habitavam o Brasil.
 
CHARGE  (de Raul, publicada na revista ilustrada "O malho", 1914, sobre a carestia) - "A crise" - Granfino enchapelado, casaca, sapatos brilhosos, só olhando...  há um cão próximo:  "Perdão, cavalheiro, este osso é meu:  fui eu quem o viu primeiro."
 
FONTE:
 
Pot-pourri de recortes de livros em desuso.
 
(Segue.)
 
Rubemar Alves
Enviado por Rubemar Alves em 17/11/2019
Código do texto: T6797170
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Rubemar Alves
Salto - São Paulo - Brasil, 52 anos
911 textos (53613 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 08:04)
Rubemar Alves