Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arte e psicanálise

Apresentação do contexto de dois sonhos apresentados em diagrama: o primeiro por Freud,  e o outro por Ella F. Sharpe, e apresentação do contexto de um poema de Cummings,  transcriado  por Haroldo de Campos
Freud em A interpretação dos sonhos comparou o conteúdo manifesto do sonho ao ideograma. Haroldo de Campos em Ideograma, lógica, poesia e linguagem, comparou o poema ao ideograma.  Os procedimentos estéticos da poesia oriental são impressionantemente próximos aos procedimentos da poesia ocidental, são irmãos.  Em A palavra in-sensata poesia e psicanálise, a publicação da dissertação de mestrado, reuni as três formas, o sonho, o ideograma e o poema.
O conteúdo manifesto do sonho, o poema, fruto do procedimento estético do poeta, e o ideograma, elemento primordial da escrita chinesa, por caminhos próprios, constituem um contexto específico e único. Cada um desses contextos é em si o estranhamento. Uma característica do sonho, do poema e do ideograma é que nenhuma das partículas, signos, ou caracteres que o constitui pode ser retirado. E nenhum signo pode ser acrescentado, porque destruiria a formação original. Nesse sentido, o sonho, o poema e o ideograma são estruturas orgânicas.
Essas formas não obedecem às regras gramaticais tais como as conhecemos em nossas línguas de origem neolatina, ou de origem anglo germânica. Mas elas possuem uma lógica profunda e impecável. E são regidas pelo que podemos chamar de “leis do ideograma”, como por exemplo:
 1 - A lei da sugestão. Pela qual, cada signo-caractere é afetado pelos demais, assim como afeta cada um e todos os outros.
       2 _ O tempo da simultaneidade. O tempo do conteúdo manifesto do sonho, do poema e do ideograma, é o da simultaneidade.  Tudo que ali está presente acontece ao mesmo tempo. Não há tempos verbais o passado e o futuro. Há o aqui e agora.
 3 _ Os contextos aqui apresentados podem ser comparados às partituras musicais. Mas não à linguagem discursiva, não são lineares, pertencem ao eixo da verticalidade.
       4 _ Cada uma dessas formações possuem uma materialidade específica, pois, nos afetam através de nossas sensações e sentimentos. Por exemplo, quando alguém experimenta um estranhamento. Freud fala disso em Das Unheimlich.
  5 _ Os mecanismos de construção do sonho freudianos, a condensação, o deslocamento, as condições para a figurabilidade, e as formações secundárias são os procedimentos estéticos que o poeta usa na construção do seu poema. In: Cap VI de A interpretação dos sonhos. Há a poética em Freud. Trabalho com ela.
Durante 20 anos ofereci oficinas de poesia, e um dos nomes de minhas oficinas foi
“Da sensação à palavra”. E hoje, nesta Jornada, ofereço a vocês a materialidade visual, auditiva, outras. De um sonho de Freud transcrito pelo próprio Freud, e dos outros materiais que encontrei para apresentar a vocês.
Há outros conceitos para apresentar a vocês, como o conceito de Haroldo de Campos de transcriação poética, pelo qual, o poema não pode ser traduzido. Pois, se o poema é a novidade na língua, ele só pode ser transcriado em outra  língua, e a novidade do poema pede ser demonstrada, em outras línguas.



Sonho que Freud apresenta em diagrama, ou na forma correspondente ao ideograma:


o (s)

pede-se você feche olho
um


















Cummings
Recriação de Haroldo de Campos
(em forma de diagrama, ou ideograma)

i (abe) mó
v
e (lha) l
você (n
a) está (ú
nica)
dorm (rosa) indo













Um paciente de Ella F. Sharpe, analista inglesa, sonha com o número 180:
180

1                  I
8            ATE
0  NOTHING



Eliane Accioly
Enviado por Eliane Accioly em 14/02/2020
Código do texto: T6865810
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Eliane Accioly
São Paulo - São Paulo - Brasil, 78 anos
579 textos (27141 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/03/20 15:51)
Eliane Accioly

Site do Escritor