REDONDE - experimental

O redonde é um novo estilo
de poema interessante.
É um método tranquilo
de versejo a todo instante.
Seus dez versos se combinam
e os dois primeiros terminam
seu rimar belo e tranquilo
numa estrofe redundante.
O redonde é um novo estilo
de poema interessante.
(Francisco de Assis Góis)

TEORIA LITERÁRIA DO REDONDE

O redonde, criado pelo poeta Francisco de Assis Góis, é uma maneira muito simples de fazer poemas.
É composto de um título e de uma estrofe com 10 versos em redondilha maior.
Caso o autor não declare o título do redonde, considera-se o primeiro verso como tal.
O número de sílabas poéticas de cada verso são 7 (redondilha maior, como nas trovas tradicionais).
Todo redonde deve conter três rimas (A, B e C) na sequência ABABCCABAB, ou seja: Alternadas nos quatro primeiros versos, emparelhadas nos 5º e 6º e alternadas nos últimos quatro versos como segue:

1º verso rimando com o 3º
2º verso rimando com o 4º
5º verso rimando com o 6º
7º verso rimando com o 9º
8º verso rimando com o 10º

Importante: Os dois primeiros versos devem sempre ser repetidos no final do poema como que fechando um círculo e ratificando o que foi dito, ou seja:

1º verso é igual ao 9º
2º verso é igual ao 10º

 

*A palavra REDONDE, além de nos lembrar a idéia de um círculo, é uma sigla: REDON = REDONdilha + DE = cima (redondilha em décima, haja vista que o poema nesse estilo, em sua forma principal é composto por dez versos em redondilha maior).

 

VARIAÇÕES PERMITIDAS NO ESTILO


Primeira variação permitida: Rimas interpoladas (ou intercaladas) ABBA nos quatro primeiros versos e BAAB nos quatro últimos versos.

Abaixo, com o poema “NASCE O MENINO”, demonstro as variações de rimas permitidas no redonde.

NASCE O MENINO

Seguindo a estrela guia               A
O Menino encontrarás,               B
Na noite que se faz dia                A
Com a luz que Ele nos traz,       B
O que nasceu em Belém,           C
Não discrimina ninguém.          C
Ele é a fonte da alegria,              A
Harmonia amor e paz.                B
Seguindo a estrela guia             A
O Menino encontrarás!            B

NASCE O MENINO

Seguindo a estrela guia             A
O Menino encontrarás,             B
Com a luz que Ele nos traz,      B
Na noite que se faz dia.             A
O que nasceu em Belém,          C
Não discrimina ninguém.         C
Ele é a fonte da alegria,             A
Harmonia amor e paz.               B
Seguindo a estrela guia            A
O Menino encontrarás!           B

NASCE O MENINO

Seguindo a estrela guia            A
O Menino encontrarás,            B
Na noite que se faz dia             A
Com a luz que Ele nos traz.     B
O que nasceu em Belém,         C
Não discrimina ninguém.        C
Harmonia amor e paz,              B
Ele é a fonte da alegria.           A
Seguindo a estrela guia           A
O Menino encontrarás!          B

NASCE O MENINO

Seguindo a estrela guia            A
O Menino encontrarás,            B
Com a luz que Ele nos traz,     B
Na noite que se faz dia.             A
O que nasceu em Belém,         C
Não discrimina ninguém.        C
Harmonia amor e paz,              B
Ele é a fonte da alegria.           A
Seguindo a estrela guia           A
O Menino encontrarás!          B

 

A SEGUNDA VARIAÇÃO PERMITIDA É A MÉTRICA DUPLA COMO SEGUE:

 

REDONDE DUAL METRIC

 

Nessa modalidade o redonde combina duas métricas na sua composição:
O poema será dividido em duas métricas fixas diferentes como segue: Os primeiros quatro versos com um número fixo de sílabas poéticas e os segundos quatro versos com outro número. No entanto uma dessas partes – a primeira ou a segunda – obrigatoriamente deverá ser composta em redondilha maior, ou seja, sete sílabas poéticas em cada verso. Na outra parte, a métrica  (número fixo de sílabas poéticas por verso) fica a critério do autor, no entanto esse número não deve ser menor que cinco (redondilha menor) nem maior que doze (dodecassílabo).
As demais regras como título, rimas e a repetição dos dois primeiros versos no final (nono e décimo versos) permanecem a mesma em todas as modalidades de redondes.


A seguir, como exemplo, segue o redonde dual metric “VELAS” onde os quatro primeiros versos foram compostos com a métrica  de dez sílabas poéticas (decassílabo).

 

VELAS - redonde dual metric

 

Vela enfunada que me leva longe,
Vela que queima todos os tormentos!
Vela que o escuro dos porões abrange,
E que me leva a cavalgar os ventos!
Hasteada sobre os mares...
Iluminando os altares...
Do navegante ao monge,
Mantêm vivos os alentos...
Vela enfunada que me leva longe,
Vela que queima todos os tormentos!
                    (Francisco de Assis Góis)


REDONDES ENCADEADOS

É quando um poema com duas ou mais estrofes tem suas estrofes compostas no estilo redonde. Nesse caso, a critério do autor, pode ser usado apenas um título para o poema inteiro ao invés de um para cada estrofe.
Essa é uma ótima maneira para se fazer repentes, desafios poéticos, narrar lendas, histórias e estórias, descrever sentimentos e etc.
Exemplo:

PRECE

Pai nosso que estais no céu,
Eterno e santificado,
De nossa vista erga o véu
Pra não seguirmos errado.
Do teu reino, a claridade,
Venha a nós com a verdade,
Nunca nos deixe ao léu,
Nos liberta do pecado.
Pai nosso que estais no céu,
Eterno santificado...

Seja feita a tua vontade
Na terra e muito além...
E o pão pra saciedade,
Do corpo e a alma também,
Para nós providencia,
Agora e a cada dia...
Da tentação e a maldade
Nos livra pai nosso, amém...
Seja feita a tua vontade
Na terra e muito além...
(Francisco de Assis Góis)

No caso de desafios os redondes encadeados serão compostos (ou narrados) por duas ou mais pessoas em estrofes alternadas.

REDONDES REVERSOS HOMÔNIMOS
 
É um poema de, no mínimo, duas estrofes no estilo redonde com seus versos invertidos, porém mantendo exatamente a mesma mensagem e a escrita nas duas estrofes. A pontuação, caso haja, a critério do autor, poderá ser diferente entre uma estrofe e outra.  Caso haja mais de duas estrofes, por razões óbvias, esse número precisa ser par.
Exemplo:

BEJA – redondes reversos homônimos
 
Beja, és flor, Beja és menina           1º verso          
Chuva e sol da primavera                2º verso
Foi Deus quem te fez divina          3º verso
Em ti a luz reverbera                          4º verso
Senhora do sim e do não                 5º verso
Dona do meu coração                      6º verso
Tua beleza me fascina                      7º verso
Teu amor me regenera                     8º verso
Beja, és flor, Beja és menina          9º verso
Chuva e sol da primavera             10º verso
 
Chuva e sol da primavera              10º verso
Beja, és flor, Beja és menina           9º verso               
Teu amor me regenera                      8º verso
Tua beleza me fascina                       7º verso
Dona do meu coração                       6º verso
Senhora do sim e do não                 5º verso
Em ti a luz reverbera                         4º verso
Foi Deus quem te fez divina          3º verso
Chuva e sol da primavera                2º verso
Beja, és flor, Beja és menina           1º verso
                                         (Francisco de Assis Gois)

 

 

Resumindo tudo:

 

*REDONDE*

Estilo experimental poético denominado de “REDONDE” pelo fato de ser composto por uma estrofe de dez versos (Décima) retornando ao inicio pela repetição dos dois primeiros versos no final da estrofe.

Forma:
1) -Título do poema (caso o autor não declare o título do redonde, considera-se o primeiro verso como tal).
2) -Uma estrofe com dez versos heptassílabos (sete sílabas poéticas).
3) -Rimas: ABABCCABAB. (*Veja variações de rimas permitidas)
4) -Particularidade: Os dois primeiros versos devem ser sempre também os últimos dois versos da estrofe, o que faz com que o poema retorne sempre ao ponto de partida fechando um círculo.

Exemplo:

REDONDE                                     Título

O redonde é um novo estilo             A 1º verso
De poema interessante.                     B 2º verso
É um método tranquilo                       A 3º verso
De versejo a todo instante.              B 4º verso
Seus dez versos se combinam        C 5º verso
E os dois primeiros terminam         C 6º verso
Seu rimar belo e tranquilo                A 7º verso
Numa estrofe redundante.              B 8º verso
O redonde é um novo estilo            A 9º verso
De poema interessante.                    B 10º verso

PRIMEIRA VARIAÇÃO PERMITIDA: Rimas ABBA nos quatros primeiros versos e BAAB nos últimos quatro versos.

 

 

SEGUNDA VARIAÇÃO PERMITIDA: Métrica Dupla (DUAL METRIC). Nessa modalidade os oito primeiros versos do redonde são divididos em duas métricas diferentes, sendo que uma delas, obrigatoriamente deverá ser em redondilha maior (sete sílabas poéticas) e a outra não deve ter menos que cinco sílabas poéticas(redondilha menor, nem mais que dozes (dodecassílabo). As demais regras de título, rimas e os dois primeiros versos no final pemanecem inalteradas.

REDONDES ENCADEADOS

É quando um poema com duas ou mais estrofes tem suas estrofes compostas no estilo redonde. Nesse caso, a critério do autor, pode ser usado apenas um título para o poema inteiro ao invés de um para cada estrofe.
Essa é uma ótima maneira para se fazer repentes, desafios poéticos, narrar lendas, histórias e estórias, descrever sentimentos e etc.

No caso de desafios os redondes encadeados serão compostos (ou narrados) por duas ou mais pessoas em estrofes alternadas.

REDONDES REVERSOS HOMÔNIMOS
 
É um poema de, no mínimo, duas estrofes no estilo redonde com seus versos invertidos, porém mantendo exatamente a mesma mensagem e a escrita nas duas estrofes. Caso haja mais de duas estrofes, por razões óbvias, esse número precisa ser par.

 

 

"RESUMO DO RESUMO"

 

COMO FAZER UM REDONDE
(redondes encadeados)

Com uma quadra começando
E em redondilha maior.
Com as rimas se alternando
O seu som fica melhor.
Vem um dístico no meio
Com a rima em pareio...
Dá até pra fazer cantando
Curtindo tudo ao redor,
Com uma quadra começando
E em redondilha maior.

Repetindo no final
Seus dois versos que o encabeça,
Você terá afinal,
Facilmente e bem depressa,
Um redonde que fascina,
Que geralmente termina
Com quadra de rima igual
À que o poema começa;
Repetindo no final

Seus dois versos que o encabeça.

(Francisco de Assis Góis)



Visite também o Comentando a Poesia, maravilhoso canal do poeta Maurício de Oliveira no Youtube
https://www.youtube.com/channel/UC_qEmza-cPYYwUnfXZ_VzZQ.
Aproveite e se inscreva nesse belo canal.
(Francisco de Assis Góis)

 

********************


*INTERAÇÕES*

Magnífica e perfeita interação em redonde do poeta Kid Verso. Gratidão mestre.

CONFORME A PROSA

Assim sendo então me arrisco
a versar conforme a prosa
chuva fraquinha é chuvisco
e não despetala rosa
depois dela o beija-flor
vem beijar, parece amor,
fico olhando isso e nem pisco
poesia maravilhosa.
Assim sendo então me arrisco
a versar conforme a prosa.
(Kid Verso)


Maravilhosa interação do poeta ansilgus que muito me honra. Seu poema ficou maravilhoso. Minha gratidão mestre.

REDONDE

Por falar em redondilha,
Sou poeta inveterado.
É que nasci numa ilha,
Sou, portanto, vacinado.
Mas você me corresponde,
Fale de tudo e arredonde...
Não caia numa armadilha,
Fique bem compenetrado...
Por falar em redondilha,
Sou poeta inveterado.
(SilvaGusmão)


Magistralmente perfeita e bela interação nesse poema em redonde do nobre amigo poeta Roberto Jun. Obrigado Mestre!

NOVA NOVIDADE

Ah, hoje fiz este poema
Que é a nova novidade.
É composto no esquema
De primeira qualidade.
Faça um você também
E incentive mais alguém
Mas avise do esquema
Que, é para ter qualidade.
Ah, hoje fiz este poema
Que é a nova novidade.
(Roberto Jun)


Encantado e agradecido com a fascinate interação em forma de perfeito redonde da querida Esther Lessa. Gratidão pelo carinho amada poetisa!

O REDONDE é estrela!

Muito interessante sim
O estilo que trouxeste
com tantos temas afins
É beleza inconteste
Cabe nele todo o amor
Com o seu doce sabor
O meu amado assim
No redonde me promete
Muito interessante sim
O estilo que trouxeste!
(Esther Lessa)


Extremamente agradecido e fascinado com mais uma magnífica composição em estilo redonde do amigo poeta Eligio Moura. Muito obrigado mestre!

LINDO DE ESCREVER

Um belo experimental...
este estilo nos consome
expressando tão normal
conhecido por redonde...
Tão simples de se escrever,
grande prazer em se ler...
É um ótimo canal
ao falar de quem se ame.
Um belo experimental...
este estilo nos consome!
(Eligio Moura)


Magistral e perfeita interação no estilo redonde do grande mestre Jacó Filho que muito me honra. Gratidão irmão poeta!

VENCENDO A TIMIDEZ

Vou vencer a timidez,
Pra depois me arriscar.
Não posso passar a vez,
Se quero participar.
Nesse tema mais aberto,
Poder ser o tempo certo,
Pra alguém que nunca fez.
Então para começar,
Vou vencer a timidez,
Pra depois me arriscar.
(Jacó Filho)

Honrado e lisonjeado publico a interação em réplica ao mestre JACÓ FILHO feita em estilo REDONDE pelo grande dramaturgo, poeta e ator YUNES CHAMI. Minha gratidão meu irmão Yunes!

VENCER A TIMIDEZ

Vencer a timidez,
Diz o Amigo Jacó.
Vou passar dessa vez
Sem sentir dó.
Criar é mister e adequado.
Serei eu bem intencionado?
Com feliz e controlada altivez,
O meu redonde não deve dar dó.
Vencer a timidez,
Diz o Amigo Jacó.
(Yunes Chami)

A pedido do autor YUNES CHAMI, publico uma correção em seu poema acertando o número de sílabas poéticas em alguns versos. Parabéns Yunes, isso deixa seu belo poema totalmente dentro das regras do REDONDE. Meus aplausos e gratidão meu querido amigo e irmão poeta.


Vencer a timidez

Vou vencer a timidez,
Como o Amigo Jacó.
Não vou passar dessa vez,
Sem essa de sentir dó...
Criar é mister e adequado.
Serei bem-intencionado?
Estou feliz, com altivez,
Nesse redonde e sem dó,
Vou vencer a timidez,
Como o Amigo Jacó.
(Yunes Chami)

Magistral tréplica em estilço redonde do mestre Jacó Filho. Quando dois mestres se encontram acontece isso: beleza plena! Meus aplausos e gratidão Jacó Filho e Yunes Chami!

O REDONDE FACILITA

Pra quem gosta de repente,
O redonde facilita.
Mas pra virar expoente,
Quem na arte acredita,
Precisa ter praticado;
Por timidez no passado;
Tocar o barco em frente,
E até se por na fita.
Pra quem gosta de repente,
O redonde facilita
(Jacó Filho)



Magnífica interação no estilo redonde do amigo poeta Dalmo Suares Dutra que muito me honra. Minha gratidão nobre poeta.

AMIGO POETA IRMÃO

Amigo, poeta irmão
eu também quero postar
escrito no coração
pra todo mundo falar...
O redonde é um poema
que valoriza o fonema
cabendo qualquer questão
que se deseje tratar
Amigo poeta irmão
eu também quero postar...
(Dalmo Suares Dutra)


Me sinto lisonjeado e feliz com a magnífica interação da amada poetisa Maria Augusta da Silva Caliari. Gratidão querida mestra!

EXPERIMENTAL REDONDE

Experimental Redonde,
A beleza sem contraste!
É alegria pra quem lê,
Estilo em que confiaste.
Onde as palavras vão,
Penetrar no coração!
Nada tem que o esconde
Nem por que o demoraste,
Experimental Redonde
A beleza sem contraste!
(Maria Augusta da Silva Caliari)


Belíssima interação do amigo poeta Solano Brum que muito me honra. Obrigado querido poeta.

A CRIAÇÃO É LINDA!

No Redonde experimental,
Meu Deus, o que dizer?
Não há nenhum sinal
Da Musa prá se escrever!
Se me deixa escabreado,
Melhor ficar calado...
Temendo o grande mal
Sem saber o que escrever
No Redonde experimental,
Meu Deus, o que dizer?
(Solano Brum)

Me sinto honrado com a interação em estilo reonde do poeta José Leonardo matuchak o grande "Mestre Taquara". Minha gratidaõa mestre!

PELEJA

Me debati e consegui,
Para mim foi uma peleja,
Pois não sou de desistir.
Segui com muita firmeza,
Como um bom brasileiro
Gosto de ser o primeiro.
Que prazer foi concluir,
Confesso com toda certeza.
Me debati e consegui,
Para mim foi uma peleja.
(José Leonardo matuchak)


Me sinto honrado e encantado com a maravilhos interação em estilo redonde da querida amiga poetisa SanCardoso. Minha gratidão mestra.

CONVITE= (REDONDE)

Aceitei esse convite...
Com muita satisfação
Estilo novo, acredite
Deixo aqui a interação
Convocação que se cite
A Poesia me dá apetite
Busco só a inspiração
O verso que não irrite
Aceitei esse convite...
Com muita satisfação
(SanCardoso)


Magnífico redonde do grande mestre Solano Brum que muito me honra com seu maravilhoso talento. Meus aplausos e gratidão amigo poeta.

MINHA MUSA

Na bela Quadra do Redonde
A tudo se pode exprimir!
Meu coração, que nada esconde;
Tem por dever, não mentir:
Minha Musa, é a Poesia!
Enfeitada de Mitologia!
Se, a invoco, ela responde
E logo me ponho a sorrir!
Na bela Quadra do Redonde,
A tudo se pode exprimir!
(Solano Brum)


Magnífica e perfeita interação no estilo redonde do nobre poeta Luciênio Lindoso que muito me honra. Meus aplausos e minha gratidão mestre.

VERSOS DE AMOR

Sete sílabas suaves
Nesses dez versos de amor
É como o voo das aves
Ou o perfume de uma flor
Poema de "cara" nova
Um desafio, uma prova
É guardado a sete chaves
Esse sentir, esse ardor
Sete sílabas suaves
Nesses dez versos de amor.
(Luciênio Lindoso)


Mais um belíssimo redonde de autoria do querido poeta Solano Brum. Minha gratidão amigo poeta, quem está recebendo o presente de natal sou eu com o carinho de todos vocês.

PRESENTE DE NATAL

Há uma nova Criação,
Rodando por esse Recanto!"
Vem nos trazer ao coração,
Lirismo de puro encanto!
"O Redonde Experimental,
É o Presente desse Natal!"
Aplausos p'la inspiração
Desse Poeta de talento...
Há uma nova criação,
Rodando por esse Recanto
(Solano Brum)


Muito honrado agradeço a interação com um lindo poema em redonde da querida amiga poetisa Aila Brito. Meus aplausos e gratidão poetisa.

REQUINTE É O ORNAMENTO

Esse estilo experimento
Com muita satisfação
De requinte é o ornamento
Recheado de emoção
Quero parabenizar
O amigo, e afirmar
Meu prazer e envolvimento
Com tão bela criação
Esse estilo experimento
Com muita satisfação
(Aila Brito)


Muito feliz estou com tua linda mensagem nesse belo redonde querida poetisa Maria Augusta da Silva Caliari. Um carinhoso abraço pra ti.

O TAL REDONDE CHEGOU

O tal Redonde chegou
Eu também não desisti
Falar da Vida eu vou
Entre emoções que vivi
Amizades esquecidas
E de Noites mal dormidas
Das amarras se soltou
Traz a beleza que vi
O tal Redonde chegou
Eu também não desisti
(Maria Augusta da Silva Caliari)


Honrado agradeço a bela interação e o prestígio da poetisa Fernanda Xeres ao estilo poético redonde. Obrigado poetisa.

ESPERO ACERTAR
Redonde 2/2020

Componho qu’eu puder
Esperando acertar
Metendo a colher
Também me ensinar
Afinal sou novata
Não venho com bravata
Com outros vou voltar
Carinho no escrever
Componho qu’eu puder
Esperando acertar
(Fernanda Xerez)


Sinto-me honrado e lisonjeado com a magnífica interação composta no estilo redonde pelo poeta Alberto Valença Lima. Minha gratidão mestre.

A ARTE DE FRANCISCO DE ASSIS

Com sua arte e maestria,
Francisco de Assis criou...
Tal qual rei da poesia,
ele não desanimou.
Fez igual ao seu xará...
Dos animais foi babá.
Tal Francisco, só amplia,
juntou todos e ensinou...
Com sua arte e maestria,
Francisco de Assis criou.
(Alberto Valença Lima)


Réplica ao magistral redonde composto pelo poeta Alberto Valença Lima.

PRIMO ALBERTO VALENÇA LIMA

Minha mãe também é Lima,
Tu só podes ser meu primo
Ao demonstrar tanta estima.
Alberto, eu não me eximo...
Me comparar com o santo
Ao qual todos amam tanto,
Me envaidece, põe pra cima;
Eu não mereço tal mimo...
Minha mãe também é Lima,
Tu só podes ser meu primo.
(Francisco de Assis Góis)


Sinto-me honrado com a perfeita interação em estilo redonde da poetisa Marise Castro. Obrigado querida poetisa.

NINGUÉM PERDE O BONDE

Procurando inspiração
Quando ela bem se esconde
Encontrei a diversão
Nessa escrita do Redonde
Começando a poetar
Com palavras a rimar
Numa fácil construção
Em que ninguém perde o bonde
Procurando inspiração
Quando ela bem se esconde
(Marise Castro)


Respondendo ao redonde acima da poetisa Marise Castro:

VOCÊ ACHA

A inspiração você acha
Mesmo quando ela se esconde.
Faz versos lindos com graça
Como os que fez em redonde!
O teu talento menina,
Me encanta, te acho divina,
Em qualquer arte que faça!
Por isso, não importa onde,
A inspiração você acha
Mesmo quando ela se esconde.
(Francisco de Assis Góis)


Honrado agradeço a interação do poeta Francisco Mourao.

Poeta Francisco Gois
O poema é magnífico
Do Recanto somos nós
Certeza me prontofico.
Nota dez para o redonde
Leu:Rainha,Princesa e Conde
Ouviram à sua voz
Declamaramam a poesia
Eles não estavam sós
Recitaram com maestria!
( Francisco Mourao)

 

Belíssimas interações do poeta Valdir Loureiro. 

 

REDONDE" É CHAVETADO

 

Para fazer um redonde,

é preciso enchavetar.

Começa e vai até aonde,

do mesmo jeito, findar.

Rimas saem e chegam em AB:

ABABCCABAB*,

é um eixo que o leitor ronde

como a chaveta amarrar.

Para fazer um redonde,

é preciso enchavetar.

(Valdir Loureiro)

EU, APRENDIZ REDONDISTA - redonde

 

Aprendi na reescrita

como se faz um redonde.

Mas a poesia a ser dita

vai chegar: não sei de onde.

Vou buscar na "malha fina

que um redondista" origina,

tal como Góis facilita

e Mesquita não me esconde...

Aprendi na reescrita

como se faz um redonde.

(Valdir Loureiro)

 

Magnífica interação do poeta GafanhotoNegro

 

INQUIETAÇÃO - redonde
 

Musa da m’nha inspiração

A ti entrego meu amor

Sois dona do meu coração

Aqueça-o com teu calor

Pois eu nasci pra te amar

Sem tu não posso ficar

Livra-me da inquietação

Leva embora o desamor

Musa da m'nha inspiração

A ti entrego meu amor

(GafanhotoNegro)