Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce passado.

Foi relembrando o meu doce passado
Que eu escrevi esta simples canção
Eu não sei porque tudo se acaba
Mas só não morre a recordação
Me lembrei quando eu era criança
Vivendo a flor da minha ilusão
Conheci na escola uma linda menina
Juntos cultivamos uma bela paixão.

Mas o tempo é malvado é cruel
Destruiu nosso lindo sonho em botão
E as vezes a saudade me obriga
Chorar a dor da amarga solidão
Ainda recordo a escolinha modesta
Onde eu aprendi a primeira lição
Me lembro tambem a meiga professora
Que me ensinava com dedicação.

A professora deve estar bem velhina
E a escolinha talves já se acabou
Abandonada deve estar a capelinha
Onde oramos por um sonho de amor
Meus colegas certamente estão casados
Vivendo a vida que  Deus lhes traçou
E eu aqui recordando o meu doce passado
E chorando pela falta de um grande amor.

Meu passatempo é lembrar o que se foi
E vou judiando desta pobre memória
Com saudade do que não mais volta
E em vão vou contando a minha históra
Mesmo assim ainda estou confiante
Que ainda terei o meu dia de glória
Porque quem luta e tem fé neste vida
Sempre vence e é o dono da vitória.

Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 02/12/2006
Código do texto: T307847
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 09:57)
Pedro Nogueira