Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 
Meu Bardo.
 
 
 
 
 
1184576.jpg

Quem me dera meu querido bardo,
Ouvir-te as belas canções de amor,
E os versos do teu peito arrancados,
Meu amado, meu lindo trovador!

Embalar-me em meio a esse canto,
em uma bela fugaz serenata,
Dedilhada como um acalanto,
Na languidez de uma madrugada!

E a musica de amor seria aquela,
Melodia apaixonada, sonora,
Que cantaste ante a minha janela,
Á noite antes de romper a aurora!

Ó meu bardo, poeta errante,
cantas amores e dores ao luar,
E no teu coração reina pujante,
O amor com que sabes me amar!

E mesmo longe meu bardo querido,
Teu cantar chega perto de mim,
O vento traz os acordes infindos,
Do lindo som do teu bandolim!



(Grata por essa linda Interação do poeta Antonio Tavares de Lima)

Vou fazer uma serenata
Debaixo do teu balcão,
Sob a Lua cor de prata,
Levarei teu coração!
Ahavah
Enviado por Ahavah em 24/02/2014
Reeditado em 31/08/2016
Código do texto: T4704772
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ahavah
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil
472 textos (38086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 21:49)
Ahavah