Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




http://www.diana_e_serchris.kit.net/painel.htm

QUERERES

A poesia que faço
mostra meu lado sincero.
Com certeza tem meu traço,
diz aquilo que eu quero.

Eu quero amor e carinho,
e também saúde e paz.
Quem tem isso no caminho
não pecisa nada mais.

Eu, por mim, quero dinheiro,
acredito é grande bem.
como sou moço mineiro
posso até comprar um trem.

Menino que trem bão danado
esse que, agora, arrumei.
Tem o cabelo dourado:
junto dela eu sou rei.

Se és rei, eu sou rainha,
pertenço, sim, à nobreza.
Olha só que tez a minha:
sou rainha da beleza.

Rainha não sou, nem pretendo.
Para quê? Beleza passa.
Assim é que eu me rendo
à harmonia e à graça.

Graça é como tesouro,
é difícil de encontrar.
Vale bem seu peso em ouro,
se aceita em qualquer lugar.

Quero o ouro que o pirata
esqueceu de carregar.
Se não ouro, talvez prata,
é mais fácil de levar.

Leva só o que precisa,
muito peso não dá pé.
Pra ser exata e concisa,
eu prefiro um cafuné.

Um cafuné bem gostoso
com cheirinho de alecrim.
Faz o mundo mais gostoso,
traz você junto de mim.

Cada um fez seu pedido,
cada um deu a razão.
Precisa ser merecido, 
ter alegre o coração.

Alegria é estar aqui
reunidos nesta hora.
Pois amigos, é isso aí,
mas tenho de ir embora.

                    Uma brincadeira para a aula de
                      Criação Literária da UNISF




 

 

 

HLuna
Enviado por HLuna em 27/08/2007
Código do texto: T626007
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/helenaluna). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HLuna
Fortaleza - Ceará - Brasil
9436 textos (228207 leituras)
15 e-livros (934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 04:15)
HLuna