Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
====================================================
"
Porque amei a vida, não terei nenhuma tristeza ao morrer."
Amelia Burr (1878/1968)
Escritora e poetisa norte-americana nascida na cidade
de Nova Iorque, que deixou um legado de várias obras
de grande aceitação popular.
====================================================


A TROVA DO DIA - XXXIII
 
==============================
"APERITIVO"
 
A minha bebida é o seu mel,
Que bem adoça meu prazer,
Licor que me leva aos céus,
Quando estou amando você.

============================
--------------------------------------------------------
N.A.: "A TROVA DO DIA" é um projeto de publicação em série de quadras poéticas de minha autoria por tempo indeterminado. Maiores informações a respeito constam das sete primeiras publicações.
--------------------------------------------------------

====================================
Abraços
====================================


Interações (meus agradecimentos)


16/05/19 03:21 - marciusantos
A minha bebida é a cajibrina 
Todo dia enfio o pé na jaca 
Não consigo sair desta sina 
Acordo sempre de ressaca.  
--------------------------------

16/05/19 07:58 - Cleir
Se gosta do meu mel
Dou-lhe taça mais cheia
Dessa vez ultrapassa o céu
Vem pra cama e faça a ceia.
--------------------------------

16/05/19 15:18 - Gisely Poetry
Porque amei-te
Versos brotaram
Intensa, entreguei-me
Poesias voaram...
------
Porque amou-me
O horizonte coloriu-se
A festa entoou
Meu corpo abriu-se
------
Um vendaval surgiu
Numa confusão tal
Que me engoliu...
Fostes letal
------
Que tal me impregnar
Com teus ares
Nesse intentar
Cheio de manjares? 
----------------------------------

16/05/19 17:57 - Luiza De Marillac Michel
Já vieste provar
No favo do meu corpo
Essa palavra requisitar
A maça que é desse lobo
Prudência e cautela ajuntam
Quem todo de mel se unta
Seu beijo é mais lindo que o mar e céu
Seu beijo é mais doce que o mel.  
----------------------------------

16/05/19 20:32 - António Souza
São teus dengos que me atraem
No momento do prazer
Absintos renovados de ti saem
Que enlouquecem o meu viver.  
----------------------------------
17/05/19 22:06 - Luiza De Marillac Michel
Já vieste provar
No favo do meu corpo
Essa palavra requisitar
A maçã é do meu lobo
------
Prudência e cautela juntam
Quem todo de mel se unta
Seu beijo é mais lindo
Que o mar e céu
------
Seu abraço é mais doce
que os favos de mel
Seus poemas são o néctar
Que Deus me fez encontrar
------
Em chamegos e quereres
Já vamos nos adiantar
Em noites de sossego
Vamos nos reencontrar. 
---------------------------------

18/05/19 16:40 - Maria Augusta da Silva Caliari
A vida é muito segura
Para agir com amargura
Temos o gostoso Mel
Que Deus nos deu a granel! 
---------------------------------


 
POETA OLAVO
Enviado por POETA OLAVO em 16/05/2019
Reeditado em 20/05/2019
Código do texto: T6648226
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA OLAVO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
1073 textos (29668 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/19 08:42)
POETA OLAVO