Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor a sorrir.

O relógio da parede
Marca as horas insensantes
E de amar eu tenho sede
Agora bem mais que antes.

É como se o amor fugisse
Por entre o vão dos meus dedos
É como obras de um artifice
Retratando duvidas e segredos.

Será que vale a pena
Amar assim com tanto afinco
Eu sei que o amor não condena
Mas sei que é sério e eu não brinco.

Eu não deixarei de amar
Aconteça o que acontecer
Não importa sofrer ou chorar
Eu vou amar enquanto eu viver.

Pois a solidão me amedronta
E as vezes faço confusão
Não quero que duvidas me afronta
E nem fira o meu coração.

Eu vou sempre amar ,está decidido
E nada poderá e nem vai me impedir
Nem que for num cantinho da alma escondido
Vai estar sempre o amor a sorrir.
Pedro Nogueira
Enviado por Pedro Nogueira em 02/11/2007
Código do texto: T720681
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Nogueira
Campinas - São Paulo - Brasil, 64 anos
6223 textos (165684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 19:49)
Pedro Nogueira