Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRÁVIDA

Vejo este teu olhar de menina acanhada
Deves ter medo do estranho, ou do futuro,
Este eterno desconhecido, meio obscuro,
Como, talvez temas o que chegou agora,
Um passante a te dizer: “bom dia!”

Vejo este teu sorriso intrépido,
Tingindo de amarelo a timidez,
Plantando a primavera num olhar gracioso,
Mostrando do teu peito o coração radioso.
Percebo o estado teu de gravidez.

Vejo um desconhecido a crescer neste teu ventre.
Noto no mesmo instante um olhar mais que contente.
O sorrir que agora espalha é tão seguro
Já não pareces mais ter medo do estranho
E por certo nem mais temes o futuro.

Te vejo agora amando esta barriga,
Sonhando logo ver tua criança.
E teu olhar distante nem me intriga,
Tampouco esta alegria doce e amiga.
Pois com bebês que nascem esperanças.

Wilson Amaral
Wilson do Amaral Escritor
Enviado por Wilson do Amaral Escritor em 24/04/2006
Reeditado em 20/11/2006
Código do texto: T144647
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson do Amaral Escritor
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 51 anos
1164 textos (270439 leituras)
5 e-livros (10739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:34)
Wilson do Amaral Escritor