Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anima in sepulcru

Ângelus in dolore, dicere nunqua magis!
Lágrimas brotam de suas puras faces
De alvos e divinos contrastes. Negros
Como as pétalas da dor, seus cantos

De maculado pudor, enchem de rubor
A primavera de tua flor!
Anima in sepulcru plorare
Por tua primavera estar morta. Sobre a maré

Em calmaria, minha face reflete
Em letargia mais um dia se repete.
Acomete em meu ser frívola alegria,
O lembrete do antigo algoz, nostalgia!

Que ria sobre meu esquecido túmulo
Roto, boiando sobre os efusivos vermes em acúmulo!
Anima in sepulcru plorare
Pelo esquecimento, bestial filho dos tempos!

Johny
Enviado por Johny em 01/12/2006
Código do texto: T307079

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (joão paulo t. correia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Johny
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 32 anos
315 textos (17154 leituras)
2 e-livros (35 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:28)
Johny