Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Definhando

As vezes
sinto que tudo é engano.
Ilusão.
As mentes não se respeitam,
não são abertas,
não são falsas
porém...
são (in) conseqüentes
pura introversão
impura covardia.
Eu, eu...
... o outro?
Que morra!
Definhando suas idéias
seus desejos cósmicos
Sentimentalismo? Coisa patética!
-Pra tu oh coisa
que pensas saber
enganar (se).
-Sou a pura coisa
na penetraçao sobrehumana
em ti oh coisa!
-Perderei a noçao do ser
se não viver em ti.
Abandone meus sentimentos
Se fores capaz.
Sei que não és.
Morra!
Serei feliz
morrerei contigo,
não procurarei ninguém
mais
jamais
mas...
Deixarei ser
CAÇADO (R).
Edimilson Celson
Enviado por Edimilson Celson em 02/12/2006
Código do texto: T307312
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edimilson Celson
Bezerros - Pernambuco - Brasil
252 textos (74573 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 11:52)
Edimilson Celson