Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VERDADE E A ESPERANÇA


Ah! Aquela minha  bela e saudosa juventude
naqueles promissores anos sessenta e setenta.
Impulsionados que éramos  pelos companheiros,
em busca de nossos ideais de amor e liberdade,
achando que contra “paz e amor” ninguém agüenta
e que aqueles sentimentos eram todos verdadeiros!

Ah! Enfim nos libertamos daquela tal ditadura.
Mas continuamos vivendo vergonhosa desigualdade,
na qual a hipocrisia passa cada vez mais a dominar.
Hoje é muito difícil se encontrar amizade ainda pura.
Poucos irmãos, ricos ou pobres, conhecem dignidade.
Parece que cada um pensa somente em seu bem estar.

Ah! Esse tempo passando, fiel que vai nos revelando
uma verdade capaz de destruir qualquer otimismo.
A maioria dos companheiros arrastados pela ambição.
Os nobres ideais enfraquecendo e até se desmanchando
Os sonhos de fraternidade perdendo para o egoísmo.
Mesmo assim há lugar para esperança no meu coração!
SP. 2.006 / Fernando Alberto Salinas Couto
Fernando Alberto Couto
Enviado por Fernando Alberto Couto em 22/08/2007
Código do texto: T619420
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Alberto Couto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
1228 textos (56263 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 09:22)
Fernando Alberto Couto