Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sometimes I'm dreaming

Ás vezes eu a vejo debruçada em sua janela
Ás vezes é como se eu mesmo fosse a encarnação de suas palavras.

E então me vejo levado para o distante nada
Enquanto seu rosto desaparece em meio á chuva

Pode entender como se sente o espírito partido em violência calma?

Eu olho para mim mesmo inerte
E a convido para o funeral

Debruçada em sua janela
As rosas lhe fazem reverência e ela as recusa
A noite traz promessas
Algumas de inutilidade etílica e pervertida
Outras de sonhos e passos ritmados ao vinho

È quando eu sonho
Com partes de mundos que não são meus
Mas são apenas sonhos
Musicais e perfeitos demais
Mas ainda meus sonhos
Que daquela janela ela jamais verá.

Ouvidos por trás das portas
Sim, ela sabe demais
Ouvidos por trás das portas
Não ouvem o que deveriam ouvir.

Ás vezes eu a vejo debruçada em sua janela
Docca Soares
Enviado por Docca Soares em 23/08/2007
Código do texto: T620673

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Docca Soares). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Docca Soares
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
24 textos (932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:05)
Docca Soares