Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM POUCO AQUI, UM MPOUCO ALI


Uma das condições impostas por Deus para se alcançar a sabedoria dele, é buscá-la como se busca a prata, e como a tesouros escondidos se procurar. Pv. 2:1-6. E essa busca, além de outros pré-requisitos requeridos e manifestos na Sua palavra, tem de ser conforme Ele revelou por Isaías: Um pouco aqui, um pouco ali. Is. 28:10, ú.parte.

Por isso também, deixou Deus a Sua revelação fragmentada nas  Escrituras, para que ela fosse buscada e reunida como quem quer compor um diagrama com peças de “quebra cabeça”, e vai buscando as partes e encaixando-as no devido lugar até que consiga formar o todo, harmônico e compreensível.

Essa é a razão porque temos no conjunto chamado “Novo Testamento”, quatro historiadores: Mateus, marcos, Lucas e João, que contam quase que as mesmas histórias, mas como que transmitindo segundo as impressões de cada um.

Mas, considerando que toda a Escritura é divinamente inspirada, e que homens santos de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo, temos que aceitar que elas, as Escrituras, nesse aspecto, estão ou foram arranjadas, organizadas, de acordo com a vontade de Deus, para cumprir o Seu objetivo; qual seja: que os interessados busquem, mediante o pré-requisito, a fim de poderem compreender a largura, a altura, a profundidade e o comprimento. Ef. 3:18.

A sabedoria é a coisa principal. Mas não a sabedoria deste mundo que se aniquila. Porém a verdadeira sabedoria. Porque a sabedoria deste mundo é loucura para Deus.

Comparando as narrativas feitas pelos evangelistas ao início do “Novo Testamento”, verificamos que sempre é feito um acréscimo, que vem a enriquecer e completar aquilo que o outro escreveu. Não existe contradição, mas complementação, além de testemunho, dando-nos a certeza da veracidade e autenticidade do narrado.

É o caso do episódio em que os familiares de Jesus o procuraram quando ele exercia o Seu ministério. Veja:

Diz Marcos: Chegaram então seus irmãos e sua mãe; e, estando de fora, mandaram-no chamar. E a multidão estava assentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos te procuram, e estão lá fora. E Ele lhes respondeu, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos? E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porquanto qualquer que fizer a vontade de Deus esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe. Mc. 3:31-35.

Sobre o mesmo episódio escreveu Mateus: E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe. Mt. 12:46-50.

E Lucas registra assim a ocorrência:

E foram ter com ele sua mãe e seus irmãos, e não puderam aproximar-se dele, por causa da multidão. E foi-lhe dito: Estão lá fora tua mãe e teus irmãos, que querem ver-te. Mas, respondendo ele, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam. Lc. 8:19-21.

Parece não haver nada de mais entre uma e outra narrativa, mas há. Veja:

Em Marcos consta que Jesus, ao se avisado de que sua mãe e seus irmãos estavam lá fora e o procuravam, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Levando a pensar-se que ele se referia à multidão que o cercava. Entretanto Mateus disse que ele estendeu a sua mão para os seus discípulos ao fazer a afirmação de quem era a sua família.

Outrossim, Marcos registrou a conclusão de Jesus assim: Porquanto qualquer que fizer a vontade de Deus esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe. Enquanto que Mateus escreveu: Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe. Mas Lucas, disse: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam. Nesse episódio, além de Jesus demonstrar quem são os seus verdadeiros familiares, coloca essa família, os irmãos em Cristo, em destaque. Também diz que a vontade de Deus ou de Seu Pai são conhecidas através da Sua palavra, que são como Ele mesmo: o Verbo (a palavra de ação) de Deus. Por isso diz a Escritura: Quem é de Deus ouve a palavra de Deus, que é Jesus, e representativamente, os seus mandamentos.

Entre nessa família! Ouça e execute a palavra de Deus!
oliprest
Enviado por oliprest em 24/08/2007
Código do texto: T621450
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
2161 textos (186308 leituras)
247 áudios (2695 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:55)
oliprest

Site do Escritor