Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

 
Solidão dói no peito
Aperta e castinha meu coração
Não me deixa viver como quero
Esta grande paixão.
 
Solidão está comigo
Desde que você me deixou
Pelo menos que eu seje teu amigo
Já que não mais posso ser teu amor.
 
A saudade não vai embora
Lembro tudo que entre nós aconteceu
Espero você entrar por aquela porta
Que você partiu dizendo adeus!
 
Hermes José Novakoski

Esta poesia participa da Ciranda Solidão do site TulipaVermelha
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 25/08/2007
Código do texto: T623027
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 36 anos
492 textos (411182 leituras)
1 áudios (84 audições)
2 e-livros (444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:55)
Hermes José Novakoski